Comércio Digital

Brasileiros têm preferência por fazer compras on-line à tarde

Pesquisa mostra que 38% dos pedidos realizados no e-commerce ocorrem no período vespertino.

 

O Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado, afirma que o período da tarde é o preferido pelos brasileiros para compras on-line. De acordo com os dados mapeados pela companhia, durante o ano de 2018, 38% dos pedidos realizados em e-commerce foram feitos nesse horário, enquanto 33% finalizados à noite. Em seguida, vêm as compras pela manhã (23%) e madrugada (6%).

As categorias mais compradas no período vespertino, segundo o levantamento, são: moda e acessórios, telefonia e beleza e perfumaria. Em menor grau, informática e eletrodomésticos também aparecem como alvo do consumidor durante a tarde.

“A ampla oferta de e-commerces para os setores de moda e beleza tem atraído cada vez mais clientes. A praticidade de comprar sem perder tempo em filas, de maneiras simples e segura impulsiona o aumento desses setores”, afirma André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

Consumidores de todas as idades optam por fazer compras nesse período: os que têm até 35 anos concentram a maior parte (52%), ao passo que os que têm a partir de 36 anos ficam com 48% das compras realizadas.

Para o executivo, a preferência pelo período da tarde está ligada ao acesso ao computador. “Durante a manhã, muitos consumidores estão no trânsito ou em transporte público, o que dificulta o acesso ao e-commerce. Já à noite, as preocupações com o lar e filhos, por exemplo, tomam o espaço na rotina de grande parte dos brasileiros”.

Black Friday tem rotina diferenciada

A única exceção à rotina mostrada pelo Compre&Confie está na Black Friday. Pela própria característica da promoção, a maior parte das compras on-line nesse período foi feita à noite (37%), enquanto os pedidos vespertinos (32%) ficaram em segundo lugar. “Na Black Friday, as ofertas começam a aparecer durante a noite e por isso há a preocupação do consumidor em conseguir aproveitá-las antes que esgotem”, completa Dias.

 

Leia também: Dia dos namorados: e-commerce fatura R$ 2,2 bilhões

Leia também: 82% dos brasileiros já experimentaram comprar através de app ou site no smartphone

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais