Mercado

Entenda o papel dos pagamentos no e-commerce internacional

Entenda o papel dos pagamentos no e-commerce internacional

Quando se trata de e-commerce capaz de ultrapassar barreiras, as formas de pagamento internacionais são fundamentais.

 

Segundo pesquisas recentes, 47% dos compradores on-line abandonaram uma compra no check-out, com mais de 60% dizendo que o fizeram porque seu método de pagamento preferido não estava disponível ou essa etapa do processo de compra era complicada demais.

Trata-se de um grande número de pedidos não convertidos e uma grande quantidade de receita em potencial inexplorada. A maioria das empresas baseadas na Internet aceita cartões de crédito e débito on-line, porém quais outros tipos de pagamento os clientes internacionais preferem?

Cerca de 50% de todas as compras on-line são concluídas com métodos alternativos de pagamento, incluindo transferências bancárias em tempo real, vouchers pré-pagos, e-wallets, cartões locais, aplicativos de pagamento, pagamentos em dinheiro para compras on-line, criptografia, moedas e pagamentos por meio de máquinas ATM em alguns países.

Além disso, novas pesquisas indicam fortemente que o uso de métodos de pagamento alternativos continuará a crescer no ambiente on-line, possivelmente, superando até os cartões de crédito e de débito.

Mas como os consumidores querem pagar?                                    

As preferências de pagamento dos clientes variam drasticamente, dependendo de muitos fatores, sendo um deles a sua nacionalidade e as tendências de pagamento locais.

Os clientes em muitas partes da Europa Ocidental e da China são parciais aos sistemas de pagamento digital (por exemplo, PayPal ou AliPay). Um relatório recente da Nielsen estima que 86% dos entrevistados chineses usaram e-wallets no ano passado, principalmente por meio do gigante de pagamento on-line Alipay e WeChat Pay.

Enquanto os pagamentos por transferência bancária prevalecem na Alemanha (com 68% dos entrevistados), os Países Baixos (56%) e a Itália (55%) preferem pagamentos digitais em detrimento de métodos tradicionais baseados em cartões.

Nos mercados em desenvolvimento – onde a posse de cartões de crédito é baixa – a tendência muda novamente. No mesmo relatório da Nielsen, o dinheiro na entrega é popular entre os compradores – 57% dos entrevistados na Polônia e 59% na Arábia Saudita preferiram essa opção de pagamento para comprar on-line no ano passado.

Para os mercados desenvolvidos ou em desenvolvimento, a falha em deixar de oferecer métodos de pagamento preferidos localmente significa arriscar alienar grandes partes do seu público e perder uma receita valiosa.

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais